O GATO DE MADAME

_003328
Ano de produção: 1956
Companhia Produtora: Cinematográfica Brasil Filme Ltda.;
Direção: Pereira, Agostinho Martins;
Duração: 85min
Estado: SP
Fotografia: Fowle, Chick;
País: BR
Processo: BP
Argumento/roteiro: Almeida, Abílio Pereira de; Pereira, Agostinho Martins
Sinopse/Enredo:
Arlindo não tem emprego fixo, por isso ajuda sua mulher entregando roupas lavadas e passadas às madames ricas. Numa dessas mansões, após ter feito uma entrega, Arlindo sai com o objetivo de comprar um presente de aniversário para a sua filha. Um gato passa a acompanhá-lo. Até que Arlindo, com pena do animalzinho, leva-o consigo. Passa numa feira onde compra uma boneca. Enquanto isso na mansão, a madame que é dona do gato pede ao seu agente publicitário que ofereça uma boa quantia em dinheiro para quem achar o seu bicho de estimação. Então, inicia-se uma série de acontecimentos que culmina com o sequestro de Arlindo, do gato e da boneca por parte de alguns bandidos. Estes levam-nos a um "Chefe". Arlindo percebendo as más intenções dos ladrões consegue escapar. Ao chegar à casa da madame, para devolver o gato, ele encontra uma fila enorme de pessoas com os mais variados tipos de animais. O porteiro quando vê o gato no colo de Arlindo reconhece-o, levando-os à presença da madame que se encontra ocupada num desfile de modas. Mas o "Chefe" dos bandidos se faz de amigo da madame, que não sabe de suas atividades ilegais. O bandido rouba as jóias da madame, colocando-as no bolso de Arlindo, que é preso. Um bando de engraxates, amigos de Arlindo, procuram o delegado, contam-lhe toda a estória e levam a polícia até o esconderijo dos bandidos. Estes quando percebem, fogem por uma passagem que vai terminar dentro de um centro espírita. Lá são capturados por policiais à paisana. O delegado agradece a Arlindo que, encontrando-se com a mulher e a filha, vai para a casa com o que sobrou da recompensa recebida por ter achado o gato.
Código do filme: 003328