Procurando a coleção de pensamentos livres sobre os múltiplos temas de seu interesse, os "encontros transversais" dedicam-se à produção articulada de conversas abertas. Seu horizonte é compor um painel de visões sobre os rumos cabíveis e plausíveis de uma política transversal para as artes e a cultura.

Entrevistas realizadas por Suely Rolnik entre 2002 e 2010, no Brasil, França e Estados Unidos, e que compõem o Arquivo para uma obra-acontecimento, projeto de ativação da memória corporal da poética de Lygia Clark e seu contexto.